sempre um caminho

“Voltei a ser uma alface vegetativa de novo… Mas não me sinto como uma alface normal, já senti o gosto da liberdade, do vento em meu rosto!Eu tenho um rosto, eu posso andar, por que será que voltei a ser uma alface de novo?não consigo entender.  Foi aí que me colocaram numa coisa estranha de vidro.Me senti sufocada lá dentro.Quando se sente a liberdade, e a tiram de você, é como se o seu eu sumisse,como sua existência não passasse de um erro, ou sei lá o que. De repente ele veio. Um rapaz com seus cabelos esvoaçando ao vento.Parecendo entender a melodia da vida. E me olhou, parecendo entender o que eu estava passando, Ele tocou no vidro e uma coisa estranha aconteceu Comecei a me sentir estranha,passar mal.Voltei a ser  Alface Menina…”

Anúncios

Faça a Annie feliz! Comente ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s