Eu Superior

meditando

Acabei de fazer a meditação do Eu Superior…
Estou me sentindo estranha.
Vontade de ficar quietinha, e ao mesmo tempo estar em contato com pessoas que eu gosto.
Solidão talvez seja a palavra.
Enquanto eu estava subindo as escadas, visualizei  a montanha, me senti como se estivesse num
elevador, subindo.
Só que de repente eu vi , parecia um macaco muito bravo, acho que demônio da tasmânia
descreve melhor, porque parecia um furacãozinho de tão agitado e bravo que estava.
Ele me mostrava os dentes e rosnava muito, os pelos eriçados. Estava com raiva.
Uma sombra surgiu e pegou ele e o acalentou.
Olhei pra cima. Para o topo da montanha.
Alguém me jogou uma corda.
A sombra se desvaneceu.
E lah estava o Taz(vou chamar assim ;b) rosnando para mim no canto.
Perguntei impulsivamente ;
“Quem é você?”
E ele respondeu. “Você”
E uma grande tristeza tomou conta de mim, por que eu já sabia.
Perguntei a ele porque ele não me deixava subir.
Me disse que se eu ficasse bem, eu teria que cuidar de todo mundo. Que se eu ascendesse,
todo o meu tempo, tudo o que eu ganhasse iria pra cuidar da família, teria muitas
responsabilidades em minhas costas que não eram minhas.
Fiquei mais triste ainda, por que sei que não é verdade, que seu eu conseguisse me libertar,fazer
tudo o q quero, aí sim faria coisas para mim.Finalmente eu iria sair da semente e ser feliz.
Mas sinto que existe uma parte minha que sente aquelas palavras q o taz estava me falando com
todas as forças.
Dei um passo na direção do Taz e disse que tinha que subir. Ele deu um frágil grunhido e a
aparência mudou,ficou mais serena, mas ele se encolheu mais ainda no canto, parecendo muito
assustado e triste. Senti vontade de chorar. E um conhecido desespero.
Respirei fundo. Subi na corda, e fui subindo.
Ao chegar ao topo, a primeira coisa que vi foi um par de pés descalços. Não consegui ir pra terra
firma, fiquei pendurada lá. Uma especie de redoma me impedia a passagem.
Um monge budista estava sentado meditando,olhos fechados.Parecia ser uma
criança ainda. Era muito bom olhar para ele. Uma áurea de paz e serenidade muito grande o
envolvia,ele segurava uma flor de cristal. A flor de cristal que minha alma me deu ( depois irei
contar sobre o encontro com minha alma)
A flor de cristal. É uma flor de lótus linda, notei que ela estava ganhando cores, uma pétala se
tingia de um azul e outra pétala de rosa em tons
suaves iluminados.

Conexão com o Eu Superior

anjinha

Imagine que você caminha por uma praia e na beira da praia você vê uma montanha
Essa montanha tem uma escada enorme onde o sobe e sobe mas sobe com o corpo todo
No topo da montanha antes de chegar você enxerga alguém
Então quando chega ao topo você consegue ver a pessoa
É essa meditação
Simples
As vezes ele pode lhe parecer com um santo, Jesus ou qualquer pessoa
Ele é seu espírito
Façam essa meditação e ouça a resposta
Mas ele é sua centelha
Ele não fala muito as vezes só uma frase
Então pensem nessa frase por uns dias que ela lhes fará sentido

uma viagem dentro de mim…

conexão

Essa visualização faz anos q tive, foi numa terapia numa sessão de meditação.
Estou colocando aqui, por que achei legal compartilhar, e penso que faz parte do sistema do bicho e das sombras q é abordado aqui.
Acho que já tenho contato com minha sombra e meus animais de poder desde sempre, apenas não sabia.E acredito seja assim com todo mundo ;)

Estavam ali no meio do bosque, as três mulheres, uma de lilás, outra de rosa, e por último uma de azul
As vestes esvoaçantes,vestidos e túnicas por cima.
Estavam em volta de uma fogueira
Fogueira intensa, onde as labaredas pareciam querer tocar o céu.
Fogueira 2.
Um senhor (nâo me lembro a aparência dele)
A fogueira se estendia para os lados como se fosse o fogo de um fogâo.

O senhor estava com uma bola de cristal, onde o colocou no meio do fogo
Dizendo que posso acessar quando eu quiser.
Fogueira 3
O índio e um rapaz de longas barbas pretas em trancinhas
Fogueira 4
Fênix:?
FAziam um círculo em volta da fogueira e de nós três.
Eu, o índio e o rapaz começamos a caminhar deparando com um castelo
as fogueiras crepitavam ao longe
O fogo já não é mais um inimigo como já foi um dia
Uma enorme tartaruga,”pegue” carona em seu casco
A fênix também nos acompanhava.

______________________ *** _____________________________________
O lago.
eu podia sentir toda a energia da floresta atrás de mim
Meus pés estão descalços,adornados com “tornozeleiras”confeccionadas com várias pedrinhas coloridas
Meus são de um castanho avermelhado, mudando para a tonalidade mais escura, preta.
Ao chegar na água cristalina, um velho amigo me saúda.
O dragão se aproxima de mim e mergulhamos juntos e ele me faz voar junto com ele.

O índio me chama  de ( ______) <não colocarei aqui,pq nomes mágicos são muito especiais> e o rapaz de (____)

Vejo um pássaro com penas branmcas e alvas,lindas com aroma de flores e delicadas como se fossem pétalas
Seus olhos são de uma zul intenso,brilhantes e profundos
Mas logo se fecharam
A mensagem foi para que eu cuidasse dele.
Ao final da visualização , o passaro parou em minha frente dizendo que ainda havia muitas coisas para serem vistas.

Sombras

Continuando a falar sobre sombra. A sombra que vamos trabalhar aqui é a nossa força, o lado instintivo, nossa força que muitas vezes (isso se não for o tempo todo) reprimimos,  ou aquela força que nos surpreende e a gente nem sabia q tinha.

fonte da imagem: test.darwinfoundation.org

fonte da imagem: test.darwinfoundation.org

* palavras do Walter:

“A sombra age em 5 sistemas.Esses sistemas são altamente inteligentes.

São eles a sombra central, que é a principal e regula todas as outras corresponde ao subconsciente.

Sombra sensorial fica sob a pele,governa os sensos, a mediunidade, os prazeres do comer e do beber.a sexualidade e o psicológico

A guardiã – esta sombra responde por nossa segurança física, astral e espiritual , bem como de nosso patrimônio.

A sombra da saúde é responsável por nossa saúde.

E a sombra ambiente é a quem manifesta nossos desejos, cria relacionamentos e também responde pela arte da magia.

 

 

Sombra

Vamos primeiro tentar entender o que é a Sombra e a partir daí , coloco exercícios para a conexão com sua sombra ;)

sombra

imagem retirada do site Perolas

A conexão com a sombra é um dos principais ensinamentos do Walter. E ele consegue te conduzir com perguntas de uma forma sensacional .

Luiz Gasparetto – Os guardiões queriam mexer com as sombras e as sombras são os mecanismos anímicos. Até então o inconsciente era desconhecido, Jung só tinha dito que o inconsciente se organizava em arquétipos e mais nada. Os espíritos disseram saber sobre as sombras, que são os bichos de força da gente, e começaram a me ensinar e entrei nesse nível de comunicação. São cinco sombras, são cinco funções, e todos com uma parte anímica, como elas funcionam, como elas trabalham, como elas realizam a realidade. Através dela você faz tudo ou não faz nada e, aula após aula, me vi de repente com um instrumento extraordinário, incomum. Isso é uma experiência com os espíritos e quando eu comecei a trabalhar com a vida espiritual, me apaixonei pelo contato com eles, desde os mestres da pintura e todas aquelas sensações que eu tinha, falava e via, as curas que faziam.

trecho retirado do blog  News Alternative 

*********************************************

 

A Sombra

Por que ela é tão importante?
Por Lúcio Morigi


Muito tem sido escrito e falado sobre a sombra por pensadores ao longo da história, cada um tecendo seu parecer particular, enfatizando seu aspecto de contraste à luz. Para a luz aparecer, é necessária a sombra, nada mais óbvio. Não se dá um show pirotécnico ao meio-dia. Daí também a relação com as trevas, com a ignorância. Porém, ultimamente nossos amigos espirituais, através da mediunidade de Luiz Gasparetto, vêm insistindo num enfoque totalmente novo e espetacular a respeito. A luz, que é uma das partes do espírito, precisa da sombra, e esta da luz, não como contrastantes ou forças opostas, mas como parceiras, amigas. A luz precisa da sombra para ser fixada, ancorada e provocar realizações. Sem a sombra, a luz não faz sentido. Entende-se por luz o conhecimento, a informação, a sabedoria, enquanto a sombra, longe de ser confundida com as trevas (ignorância), é outra parte do espírito, a responsável pela materialização da luz. São os chamados deuses interiores, os animais de força. Então, sem a materialização, o conhecimento não faz sentido, porque é disperso nas ilusões, provocando dor.  É aquela pessoa que diz coisas belíssimas, enquanto sua vida está um caos. Falta-lhe a sombra correspondente, ou melhor, sua sombra é muito pequena para fixar tanto conhecimento.

Assim, podemos fazer as seguintes ilações: a luz trabalha com a forma, enquanto a sombra lida com a matéria.  Muita luz e pouca sombra = ignorância = trevas = dor. Muita sombra e pouca luz = ignorância = trevas = dor. Portanto, luz e sombra em equilíbrio = lucidez = realização = satisfação.

Vamos a um exemplo prático: um pedreiro que tem pouco conhecimento do que faz e muito material à disposição vai construir uma casa toda deformada = dor. Um pedreiro que sabe tudo de construção e tem pouco material disponível vai construir uma bela casa, porém faltando a sala = dor. Aquele que tem as duas coisas em equilíbrio vai construir uma linda e completa moradia = satisfação.  

Por que tantas pessoas fazem tantos cursos de prosperidade, leem milhares de livros a respeito e continuam na mesma? É porque têm conhecimento, informações, luz vazando pelo ladrão, enquanto as sombras são bem pequenininhas. O que precisam não é de mais luz, mas de uma sombra mais forte.

Já pensou, você com uma luz e uma sombra fortes? É disso que você está atrás. Isso se chama poder. Vai poder materializar o que quiser, da forma que quiser.  Tudo isso está ao seu alcance, dentro de você. Se você quiser aprender como desenvolver suas sombras, como lidar com seu bicho, recomendo ler o livro Revelação da Luz e das Sombras, inspirado pelos espíritos, escrito por mim e pelo Gasparetto e publicado pela editora Vida & Consciência.

Um abraço. Fiquem com a luz e com a sombra equilibradas.

trecho retirado do site Vida e Consciência

 

 

Apresentando; magias e ensinamentos do Walter, Carlos e cia.

Bons Ventos te envolvem agora!

eu ia criar uma categoria chamada de guerreiros do arco-iris que é o nome do grupo do whats app que  participo. Um grupo muito especial onde se trocam ensinamentos, experiências, algumas abobrinhas,brincadeiras, e conversas voltadas a espiritualidade .

Mas esse nome já tem dono ;)! é de um sistema de florais muito bacana criado pelo Edgar da escola Flor da Vida.

Então resolvi deixar a categoria como ( Xamanismo, magias e alquimias.) 

Buscadores da Luz e da Sombra.

Decidi criar esse cantinho por que os ensinamentos são muitos bons, e por que assim aprendo mais, e é mais prático pra consultar.

Bem vindos ao Caminho ;)

 

(gente tá muito calor, o notebook ta pegando fogo e por isso o texto não ta la essas coisas ;b)

 

 

 

 

O caminho do guerreiro – Carlos Castaneda

tam5

“Para mim, o mundo é assombroso porque é estupendo, assustador, misterioso, insondável; meu interesse é convencer você a tomar ciência de que esta aqui, neste mundo ,  deserto e  tempo maravilhoso. Quero convencer você a aprender a tornar cada ato importante e válido, já que vai ficar aqui por um curto espaço de tempo. Na verdade, curto demais pura conhecer todas as maravilhas que nele existe.” (Dom Juan, em trecho extraído de Viagem a Ixtlan, de Carlos Castaneda)”

 

Para converter-se em um sábio, é necessário transitar pelo caminho do guerreiro.

 

Um guerreiro não é alguém que vai à guerra matar pessoas e sim aquele que demonstra integridade em todas as suas ações e um controle sob sua própria pessoa.

 

Um guerreiro vive cada momento de sua vida, sem orientar-se pela complacência ou pelo lamento, sem ganhar ou perder, está sempre alerta e lúcido a tudo que o rodeia. Age com abandono de si mesmo com maneira impecável.

 

A maneira mais eficaz de se viver é como o guerreiro. Um guerreiro pode se preocupar e pensar antes de tomar sua decisão, mas uma vez que a tomou, segue seu caminho, livre de preocupações e pensamentos; haverá mil outras decisões ainda à sua espera. Esta é a maneira do guerreiro.

 

Há muitas coisas que um guerreiro pode fazer, em determinado momento, que não poderia ter feito anos antes. Essas coisas não mudaram; o que mudou foi a ideia do guerreiro sobre si mesmo.

 

O caminho do guerreiro oferece ao homem uma nova vida, e essa vida tem que ser completamente nova. Ele não pode trazer para essa nova vida seus velhos e horríveis hábitos.

 

Um guerreiro é um caçador. Calcula tudo. Isso é controle. Mas, uma vez terminado seus cálculos, ele age. Entrega-se. Isso é abandono. Um guerreiro não é uma folha à mercê do vento. Ninguém pode empurrá-lo; ninguém pode obrigá-lo a fazer coisas contra si mesmo ou contra o que ele acha certo. Um guerreiro está preparado para sobreviver, e ele sobrevive da melhor maneira possível.

 

A autoconfiança do guerreiro não é a autoconfiança do homem comum. O homem comum procura certeza aos olhos do observador e chama a isso autoconfiança. O guerreiro procura impecabilidade aos próprios olhos e chama a isso humildade. O homem comum está preso a seus semelhantes, enquanto o guerreiro está preso ao infinito.

 

Você deve cultivar a ideia de que um guerreiro não precisa de nada. Diz que precisa de ajuda. Ajuda para quê? Você tem tudo o que é preciso para a viagem extravagante que é a sua vida.

 

Os guerreiros não se ajudam, não tem compaixão por ninguém. Para ele, ter compaixão significa que você desejava que o outro fosse como você, e você o ajuda só para isso. A coisa mais difícil do mundo é um guerreiro deixar os outros em paz. A impecabilidade do guerreiro é deixar os outros como são, e apoiá-los no que forem. Isso significa, naturalmente, que você confia que também eles sejam guerreiros impecáveis.

 

Tudo o que é necessário é a impecabilidade, energia, e isto se inicia com um ato singular, que deve ser deliberado, preciso e constante. Se este ato é repetido por tempo suficiente, a pessoa adquire um sentimento de intenção inflexível que pode ser aplicado a qualquer outra coisa. Se isto é realizado, o caminho está aberto. Uma coisa leva a outra até que o guerreiro descubra seu potencial completo.

 

A impecabilidade do guerreiro evoca uma atitude interior, uma luz que se aproxima notavelmente da humildade e a aceitação de viver imerso na eternidade, transformando cada circunstância vital em um desafio vivo e sincero. Ninguém nasce guerreiro. O caminho continua até o final de nossas vidas.